A amizade de uma vida, uma herança espiritual e um legado de amor

Durante o ano de 2004, familiares de Chico Xavier procuraram Geraldo Lemos Neto em Belo Horizonte ofertando a residência do médium para venda. Disseram saber que Chico Xavier se alegraria na Espiritualidade se a propriedade da casa fosse transferida ao amigo de longa data. De fato, o acerto foi efetuado e desde princípios de 2005 a residência de Chico Xavier em Pedro Leopoldo passou então por ampla reforma, conduzida pelas arquitetas Mary e Adriana Machado de Faria, de Belo Horizonte, no objetivo de transformá-la num centro de referência à vida e obra de Chico Xavier, modernizando-a para acolhimento do público, mas, ao mesmo tempo, preservando-a em suas linhas originais, concebidas desde a sua construção em 1946 para a habitação de Chico.

Em 2 de abril de 2006, com a presença de centenas de amigos de Chico Xavier, provenientes de Pedro Leopoldo, Belo Horizonte, Uberaba, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, a Casa foi oficialmente inaugurada, ao mesmo tempo em que a Vinha de Luz Editora lançava o seu primeiro livro póstumo da lavra mediúnica de Chico Xavier, o SEMENTEIRA DE LUZ, organizado por Wanda Amorim Joviano.

Em janeiro de 2010, a Casa de Chico Xavier, local da residência do médium em sua cidade natal, foi doada por Geraldo Lemos Neto ao Grupo Espírita Scheilla, passando também a fazer parte de suas atividades doutrinárias e assistenciais. Dentre elas estão os atendimentos fraternos de terça à sexta, a assistência solidária do Grupo Fraterno Veneranda, às 19:30 horas das terças-feiras, e o Culto do Evangelho no lar de Chico Xavier, com o estudo da Doutrina Espírita, focalizado nas obras de Chico Xavier e Allan Kardec, realizado todos os domingos, às 18 horas, com entrada franca.

A Casa de Chico Xavier é referencial obrigatório para quem deseja conhecer melhor a vida do médium mineiro. Residência de Chico entre 1948 e 1959, a edificação foi reformada para abrigar o centro de referência à vida e obra do médium Francisco Cândido Xavier em sua cidade natal. Embora remodelada visando melhorias estruturais, as principais características da casa foram mantidas, seguindo orientação do próprio Chico.

Mais de 100 mil pessoas do Brasil e do Exterior já passaram pela Casa de Chico

Inaugurada em 2 de abril de 2006, a Casa de Chico Xavier conta com um acervo de quase 500 livros psicografados pelo médium, mais de 200 livros editados sobre sua vida e obra, além de objetos pessoais, cartas, anotações, documentos e fotografias. O quarto de dormir de Chico foi mantido exatamente como era. A reforma ampliou a sala de reuniões e o local onde diversos livros foram psicografados. No espaço foi construído o Auditório Zeca Machado, com capacidade para abrigar até 100 pessoas, e a Sala de Passes Neném Aluotto. Idealizada por Geraldo Lemos Neto, amigo de Chico Xavier, a reforma contou com a colaboração da equipe da arquiteta Mary Machado de Faria. Em janeiro de 2010, o imóvel foi cedido ao Grupo Espírita Scheilla, de Pedro Leopoldo, fundado há 62 anos por Zeca Machado, a pedido do próprio Chico.

Em 10 anos de funcionamento, a Casa de Chico Xavier já registrou a visita de mais de 100 mil pessoas, em caravanas de todo o Brasil e até do Exterior, sem contar aqueles que não assinaram o livro de presença. A Casa funciona de terça-feira a domingo, e a entrada é gratuita. Faz parte das atividades da Casa de Chico Xavier o seu departamento editorial, que é a Vinha de Luz Editora, especializada na publicação póstuma de psicografias inéditas de Chico Xavier. Maiores informações sobre a Vinha de Luz e suas publicações podem ser obtidas em seu portal: www.vinhadeluz.com.br.